26 de setembro de 2009

A Febre Chegou: Bolañomania


O monumental romance póstumo de Roberto Bolaño, 2666, estará nas livrarias portuguesas a partir de 26 de Setembro, editado pela Quetzal e traduzido por Cristina Rodríguez e Artur Guerra. Bolaño é um autor chileno que viveu precisamente 50 anos (1953-2003). Em Portugal estão já traduzidos três livros de Bolaño: Nocturno Chileno (Gótica), Os Detectives Selvagens (Teorema) e Estrela Distante (Teorema). Há dois anos, os EUA descobriram a obra deste autor e assistiu-se a uma verdadeira “Bolañomania”, com o aplauso da crítica e das publicações especializadas (em 2007 o jornal “The New York Times” colocou Os Detectives Selvagens na lista dos cinco melhores livros publicados nos EUA). Aguardemos com a paciência dos deuses a chegada deste livro aos nossos escaparates.

5 comentários:

Paula disse...

Estou com uma certa curiosidade de ler comentários sobre o livro.

Bom fim de semana :)

Luís Almeida disse...

Paula, o livro «2666» esgotou no continente... É obra!

Paula disse...

Fico mais curiosa ainda...mas não deixo de pensar que é "1,5 kg"...

Luís Almeida disse...

1,5 kg, hehehe, no que não deixo de pensar é que são 1000 páginas... 1000, MIL...

Paula disse...

Estive com o livro...
Acho que é como disseste a propósito de livros "não senti energia" pelo menos num primeiro "encontro" :)
Muito grande, muito pesado, letras pequeninas, folhas fininhas...a história acredito que deve ser boa ou não estava a ter o sucesso que tem e diga-se que o marketing também tem muita influência nas vendas.
Bom fim de semana!