15 de março de 2009

Novas leituras








Acaba de dar à estampa em Portugal pela Editora Bertrand o aguardado Assassínio Inglês do autor Daniel Silva.

Assassínio Inglês é uma história cheia de acção, em que Gabriel Allon, espião ocasional e restaurador de arte, se encontra a braços com uma acAdicionar imagemusação injusta de homicídio de um banqueiro milionário. A partir daqui, os acontecimentos precipitam-se em torrente, captando a atenção do leitor ao longo das quase 350 páginas. E não é por acaso que o autor, Daniel Silva, figura hoje entre os melhores autores vivos de espionagem internacional, tendo este surgido em plena ressaca depressiva de Dan Brown e o Código da Vinci, como recordarão os mais atentos.

Chegou também às bancas o novo livro de Maria Filomena Mónica. Depois do sucesso do autobiográfico livro Bilhete de Identidade, a editora Aletheia, muito bem dirigida por Zita Seabra, lança agora o livro Passaporte. Diz Maria Filomena Mónica que ao cair da noite, depois da melancolia, assalta-lhe o desejo de fugir, de escapar. E foi nessas andanças "viajeiras" que a autora foi a Granada, Cairo, Istambul, Hong Kong, Macau, Londres, Edimburgo, mas também Évora, Fátima, Tomar, entre outros locais. No regresso a casa somava um carimbo mais no seu extenso passaporte, título do livro, e a enriquecedora experiência de conhecer outros locais, gentes e culturas.

Já aqui falei anteriormente de um autor que figura na minha booklist de preferências, e que ao longo dos últimos 4 anos atingiu o estatuto de autor de culto um pouco por todo o mundo. É japonês, estudou teatro grego, foi proprietário de um bar de jazz, escreve muito bem, ou melhor, conta estórias muito bem, e por isso acumulou prémios. Eis Haruki Murakami.
Em quase todos os seus livros traduzidos em português, Murakami consegue casar magistralmente o realismo contemporâneo com o mágico oculto no fundo de cada uma das personagens, dando-lhes uma dimensão simultaneamente mítica e referencial.
A editora Casa das Letras, lançou mais um livro deste autor, A Sul da Fronteira, a Oeste de Tudo. Quanto à história do livro, bem… deixo a cada leitor descobri-la.

Sem comentários: